sábado, outubro 02, 2010

Eleições 2010: reflita antes de votar


O PT, sendo um dos maiores partidos deste País – e, sobretudo, sendo situação –, tinha todo o direito de lançar candidatura própria para a sucessão presidencial.

Entretanto, tinha também o dever de respeitar a boa-fé que a população – especialmente a menos esclarecida – depositou no presidente Lula. E, sendo assim, deveria ter escolhido uma candidata, sob todos os aspectos, mais apta para a importância do cargo em questão.

Do contrário, fica a triste impressão de que o partido deseja simplesmente... permanecer no poder. Para, entre outros motivos, continuar aparelhando o Estado e beneficiando os “companheiros”. Afinal, “nunca antes na História deste País” – como o presidente gosta de repetir, como um mantra – tantos cargos de confiança foram criados. “Nunca antes na História deste País” a máquina administrativa esteve tão inchada.

Detalhe: quem está dizendo isso é um cidadão que, ingenuamente, votou no PT inúmeras vezes.

Caros leitores, assistam, por obséquio, aos vídeos abaixo. E reflitam se é realmente isto que o Brasil merece. Se, pelo menos, uma única pessoa conseguir enxergar a fraude que é tão evidente... já me darei por satisfeito.

Ainda que esta afirmativa soe clichê, pensem na seriedade da decisão a ser tomada amanhã, dia 03. A Nação agradece.


Puxa, quanta “eloquência”...





Qual ser humano na face da Terra é capaz de esquecer o título (!) de um livro que acabou de ler?





Bem... Mas, pelo menos, ela tem cabos eleitorais “de peso”, sem dúvida alguma...





Para encerrar, um verdadeiro show de contradições...

2 comentários:

JUNIOR disse...

NA VERDADE TOM, ESTAMOS NAQUELA DO QUE SE CORRER O BICHO PEGA E SE FICAR O BICHO COME, OU ATE MESMO DO RUIM POR RUIM VOTE EM MIM. ESSE É O QUADRO DA POLITICA BRASILEIRA, BASTA VER QUE SÃO PAULO VAI ELEGER TIRIRICA PARA DEPUTADO FEDERAL. UM VERDADEIRO SHOW DE HORROR!!!!!!!! P.S - FAZ TEMPO QUE VC NAO DEIXA UM COMENTÁRIO NO MEU BLOG, TO SENTINDO FLATA DA TUA ILUSTRE PRESENÇA. ABRAÇÃO.

Tom Neto disse...

Pode deixar que eu apareço por lá, Junior. Grande abraço.